fbpx
Menu
da capo
Não tenha medo do caminho; tenha medo de não caminhar
Augusto Cury
Playlists com músicas especiais para você

Caterina Valente é uma artista que escreveu uma bela carreira…

– por Paula Musique – 

O paradoxo da exploração da mulher

Sabemos que o século XXI tem maneiras questionáveis para atrair público à certas artistas. A “exploração sexual” hoje é vista como liberdade e direto da mulher. Paradoxal, não é mesmo? A mulher que por tanto tempo reclamou dos abusos e da exploração de seu corpo, agora diz que é um direito optar por ser “explorada” e tratada como objeto sexual. Às vezes, não sei se algumas pessoas entendem pelo que realmente estão lutando.

Caterina Valente é um exemplo de artista comedida, que atrai com seu real talento, inteligência, charme, simpatia e, de vez em quando, um levíssimo e discreto toque de sensualidade. O total oposto do que vemos no Brasil e nos EUA – sendo o último, um dos principais exportadores de hits.

Caterina encantava multidões sem nunca ter precisado se expor e sem ser vulgar. Você acha que hoje em dia isso seria possível? Claro que ainda é. Para mencionar apenas um exemplo, veja Adele.

Foto: caterinavalente.com (Caterina nos anos 40)

Acompanhe-nos no Instagram.

Curta nossa Página no Facebook para mais conteúdos assim.

 

Sobre Caterina Valente

Quero compartilhar apenas um pouco sobre esta artista multitalentosa e alguns vídeos com suas performances…

Caterina Valente é filha de pais italianos, mas nasceu em Paris (França), em 14 de janeiro de 1931 e completou 90 anos neste ano!

Ela é um cantora, violonista, dançarina, atriz e comediante ítalo-francesa.

Caterina é poliglota; falando seis línguas e cantando em onze (português é um dos idiomas em que ela adora cantar!).

Foto: Reprodução

Embora seja mais conhecida como uma artista europeia, ela também passou parte de sua carreira nos Estados Unidos, onde se apresentou ao lado de Bing Crosby, Dean Martin, Perry Como e Ella Fitzgerald, entre outros.

Ao longo dos anos, ela gravou e se apresentou com muitas estrelas internacionais, incluindo Louis Armstrong, Chet Baker, Perry Como, Ella Fitzgerald, Benny Goodman, Woody Herman, Claus Ogerman, a Orquestra Tommy Dorsey, Sy Oliver, Buddy Rich e Edmundo Ros.

Caterina é a 4ª filha de Maria e Giuseppe Valente. Ambos, italianos talentosos. Giuseppe foi um acordeonista – o primeiro a gravar música clássica com este instrumento na Suécia. Além disso, tocou para o czar da Rússia. Maria, tocava 33 instrumentos e era bailarina.

Em 2019, sua música Bongo Cha Cha Cha foi incluída na trilha sonora de Spider Man: Far from Home, dirigido por Jon Watts, tornando-se subitamente viral e dando a Caterina nova popularidade. Foi tocada mais de 250 milhões de vezes nos vídeos do TikTok.

… mais de 250 milhões de vezes nos vídeos do TikTok.

Há muito tempo Caterina vive em Lugano, na Suíça.

Fatos intrigantes sobre Elvis
Conheça o australiano Jacob Lee
Melhores filmes sobre música

Caterina e a bossa nova

Depois de uma bem-sucedida turnê pela América do Sul, em 1961, Caterina fez amizade com os precursores da Bossa Nova, como João Gilberto, Luiz Bonfá e Tom Jobim. Em seguida, voltou a Nova York para gravar a segunda de suas muitas participações como convidada no Perry Como Show. Foi neste exato programa de TV que Caterina interpretou “Corcovado” e, com isso, dizem, tornou-se a artista que introduziu a Bossa Nova ao público da TV americana.

… tornou-se a artista que introduziu a Bossa Nova ao público da TV americana.

No vídeo a seguir, Caterina brinca de flertar e canta “Samba de uma nota só” com Dean Martin

… no The Dean Martin Show, em meados dos anos 60. Ela toca o violão com muita segurança, caminhando pelos acordes cheios de dissonâncias da bossa nova, sem nem precisar olhar a cada troca, mostrando o domínio dela perante o instrumento.

What a delight! Ah, como e queria que a classe e sofisticação daquelas décadas tivesse permanecido.

(Fora do assunto: você já viu vídeos bem antigos e corriqueiros mostrando cenas do dia a dia do Brasil e outros países dos anos 20, 30, 40 etc, no YouTube? Até mesmo os mais simples trabalhadores ficavam bem-vestidos com seus macacões, chapéus… Homens de terno, mulheres de vestido e chapéus… Tanto charme para meus olhos! rsrs)

A música Up&Up de Coldplay
Maria Callas: La Divina diva da ópera

Aqui, você confere Caterina Valente em dueto com o brasileiro Luiz Bonfá (compositor, violonista, arranjador e cantor)

… interpretando “Manhã de Carnaval”, no programa de TV “Hollywood Palace Show”, nos EUA.

Aaaah, pura arte! Raro ou praticamente inexistente nos principais canais da TV brasileira.

Divirta-se com os exercícios automatizados de leitura para piano
Exercícios automatizados: qual é o tom da música? Aprenda com Tom Hanks
Faça o teste de instrumentos musicais aqui
Descubra de que forma você aprende mais

Assista Caterina cantando um medley em diversos idiomas com Bing Crosby, em 1963.

As canções são “Ta Paidia Tou Piraia” (“Never on Sunday”) / “Quizas, Quizas, Quizas” (“Perhaps, Perhaps, Perhaps”) / “Quando, Quando, Quando” / “Ack Varmeland du Skona” (“Dear Old Stockholm”) / Bei Mir Bistu Shein” / “Ue o Muite Aruko” (“Sukiyaki”) / “Samba de Uma Nota So” (“One Note Samba”) / “Mademoiselle de Paris” / “Our Language of Love”.

Para conhecer mais o trabalho de Caterina, consulte o webiste da artista.

Foto: Reprodução (Caterina Valente aos 89 anos)

Você já conhecia Caterina Valente?

Lembre-se de deixar seu like. Seu like me motiva a escrever mais.
Participe de nossas enquetes na barra lateral (computador) ou na parte inferior (smartphone) do blogue.
Siga o blogue e compartilhe com os seus amigos ;)

Paula Musique
Viver vai muito além de realizar meus próprios sonhos, pois posso dar as mãos ao próximo e ajudá-lo a realizar seus sonhos também & a vida fica muito melhor com Música.
Buscando total... comentários
Você também pode gostar de ler:
  1. João 31/07/2021

    Nossa… Muito legal o texto! Não conhecia o trabalho dessa artista… Ela nos deixa um belo exemplo sobre como o estudo contribui para o aperfeiçoamento do talento. Também nos mostra que é possível obter sucesso na sociedade difundindo emoções sem ter a necessidade de apelar para coisas que de certo modo desviam o foco da expressão artística em questão e confundem a nossa percepção e apreciação do que efetivamente constitui o desenvolvimento humano nesse campo do saber.

Copyright - Paula Musique © Todos os direitos reservados.