fbpx
Menu
da capo
Terra adorada, entre outras mil és tu, Brasil, Ó Pátria amada!
Joaquim Estrada
Playlists com músicas especiais para você
14 de agosto de 2021
uma leitura de 2 minutos

Dinâmica de Ensaio para Grupo de Louvor

Você considera o ensaio de seu grupo de louvor organizado e produtivo? Ou é bagunçado e no improviso? Leia nosso artigo e nossas recomendações sobre dinâmica de ensaio para grupo de louvor.

– por Paula Musique

Quão privilegiados são os músicos do grupo de louvor? Muito! Conduzir a congregação em adoração ao Senhor através de nossa vocação musical é um presente que não merecemos.

E para retribuir esse presente, temos de apresentar o melhor de nossa arte – e isto exige PRÁTICA. Um ensaio bem-planejado de 2h pode ser muito mais produtivo que aquele de 4h de duração, num sábado ou domingo à tarde, feito no “improviso”.

Como ter um ensaio produtivo?

O líder deve encaminhar aos instrumentistas e cantores, dias antes:

o repertório do próximo culto (preferencialmente dentro do tema do sermão principal – pergunte ao pastor, ou se for uma conferência ou evento especial, planeje-se para estar dentro da temática)

– letra, cifra e arranjo (cada um seguir o seu ouvido é negligência, pois a percepção harmônica* de cada músico é diferente)

– áudio ou vídeo (de acordo com a cifra/partitura enviada)

– informações sobre solos, seja no vocal ou no instrumental (quem e quando)

O objetivo do ensaio é aperfeiçoar o que já foi estudado em casa: é combinar a sequência da música, trabalhar a dinâmica, lapidar a divisão de vozes e exercitar o equilíbrio da sonoridade.

Baixe o arquivo “Dinâmica de Ensaio de Grupo de Louvor” em PDF aqui

Recomendamos a seguinte sequência para seu ensaio

  • Oração
  • Leitura e compreensão da letra da música 1
  • Instruções sobre a música 1 (“a primeira estrofe será suave; no prechorus faremos um crescendo; no primeiro refrão o vocal cantará em uníssono e dividirá na segunda vez até o fim; baterista, por favor, não cubra os outros instrumentos” ;) etc.)
  • Prática consciente da música 1
  • Leitura e compreensão da letra da música 2
  • Instruções sobre a música 2
  • Prática consciente da música 2
  • Pausa de 10 minutos
  • Leitura e compreensão da letra da música 3
  • Instruções sobre a música 3
  • Prática consciente da música 3
  • Definição da sequência das músicas para o culto e escolha de 1 ou 2 músicas de reserva
  • Oração

Leia sobre as Melhores Músicas do Mundo Gospel aqui
Corais do Brasil
Ideias de Natal para sua Igreja
30 Perguntas Intrigantes para se Perguntar Todos os Dias
Faça o teste sobre Instrumentos Musicais

Copie esta imagem e encaminhe para seu grupo ou baixe a versão PDF para enviar

Manifesto dos Líderes de Música de Igreja
Cantores que Cresceram na Igreja
Os Melhores Duetos do Mundo
Faça o teste sobre Termos Musicais em Italiano
Aprenda a Ler Partitura com Exercícios Automatizados

Mais dicas sobre dinâmica de ensaio

1. Para alguns grupos, é importante fazer uma parte do ensaio separando base, vocal e sopros/cordas – quando houver. Líderes mais detalhistas gostam de enviar um áudio com as músicas em piano ou violão solo (gravado com o celular mesmo), pois assim, vocal, sopros/cordas têm um bom suporte para a prática. Para melhor resultado sonoro, os cantores e sopros precisam fazer aquecimento antes do início do ensaio.

Parece óbvio mencionar o que aqui escrevo; no entanto, por mais incrível que pareça,
muitas bandas de louvor são desorganizadas e não possuem uma dinâmica de ensaio produtiva.

2. Quando há erros no refrão (ou qualquer parte), não faz sentido tocar a música inteira. Primeiro, repete-se, cuidadosamente o(s) trecho(s) problemático(s) quantas vezes for necessário e, depois, toca-se a música do princípio.

3. É durante o ensaio que você deve fazer os acertos quanto à dinâmica, momentos de mudança de tonalidade, definição de quem irá solar, instrumentação de cada canção e outros detalhes.

4. O ensaio deve, também, ser um momento para nos conscientizarmos sobre a letra e a mensagem da música – algo esquecido pela maioria dos grupos.

Rearmonização*

Num tópico acima, menciono que “cada um seguir o seu ouvido é negligência, pois a percepção harmônica de cada músico é diferente”. Bom… Essa é uma verdade para a qual poucos se atentam.

Por isso, para que haja uma sonoridade homogênea, é imprescindível que todos estejam conectados pela mesma sequência harmônica. E quando um dos músicos decide rearmonizar uma canção conhecida sem entrar em consenso com os demais músicos, cada um tocará um acorde diferente, mesmo que estejam dentro da mesma função harmônica.

Quando rearmonizamos, as possibilidades são inúmeras. Veja algumas opções de rearmonização para combinar com sua banda de louvor:

– Vão finalizar a música com cadência plagal?
– Vão deixar o fim da música em suspenso?
– Vão utilizar bastantes sub-5?
– Incrementarão com II-V-I?
– Usarão dominantes secundárias?
– Utilizarão acordes por empréstimo modal?

Se quiserem soar como um GRUPO e não como artistas solistas desunidos pelo altar: tenham a música cifrada ou em partitura para que vocês toquem em UNIDADE.

Veja, a seguir, clássicos da música congregacional com diversas sequências rearmonizadas para esta gravação. Imagine se cada uma estivesse seguindo seu próprio ouvido? Não daria certo. Mas deu muito certo porque ensaiaram (e muito bem!), seguindo a mesma harmonia. ;)

Desejo bênçãos ao seu grupo de louvor!

.

Já segue nossas redes sociais?
IG: paula_musique | Spotify: paulamusique

Baixe o arquivo “Dinâmica de Ensaio de Grupo de Louvor” em PDF aqui

.

Como são os ensaios de seu grupo? Gostou das dicas?

Lembre-se de deixar seu like. Seu like me motiva a escrever mais.
Participe de nossas enquetes na barra lateral (computador) ou na parte inferior (smartphone) do blogue.
Siga o blogue e compartilhe com os seus amigos ;)

Paula Musique
Viver vai muito além de realizar meus próprios sonhos, pois posso dar as mãos ao próximo e ajudá-lo a realizar seus sonhos também & a vida fica muito melhor com Música.
Buscando total... comentários
Você também pode gostar de ler:
Copyright - Paula Musique © Todos os direitos reservados.