Menu
da capo
Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários
C. S. Lewis
Playlists com músicas especiais para você

Você sabia que na noite de 9 de fevereiro de 2020, Eímear Noone, maestrina e compositora irlandesa, fez história no Oscar? Pela primeira vez, uma mulher conduziu a orquestra do Oscar e isto aconteceu durante o anúncio dos indicados ao Prêmio de Melhor Trilha Sonora Original.

(Antes de prosseguir com sua leitura, siga-nos no Instagram e curta nossa página no Facebook. É de graça e você nos motiva a continuar trabalhando) ;)

Foto: Reprodução

– por Paula Musique –

Ela regeu excertos das 5 trilhas sonoras indicadas na premiação:

— ‘1917′ (Thomas Newman)
— ‘Adoráveis Mulheres’ (Alexandre Desplat)
— ‘Coringa’ (Hildur Gudnadóttir)
— ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker’ (John Williams)
— ‘História de Casamento’ (Randy Newman)

Eímar Noone é fã de John Williams, Alexandre Desplat, Thomas Newman e Randy Newman – os compositores indicados para o Oscar -, e ela afirmou que tocar a música deles na frente deles foi algo que a deixou tensa. Ela ficou muito emocionada quando o prêmio foi anunciado para a única mulher indicada na categoria, Hildur Guðnadóttir, por Coringa. As duas compositoras se conheceram e ficaram amigas durante o período de premiações.

Carta aos maestros e coralistas do Brasil
Conselhos sobre a saúde do pianista
30 Perguntas Intrigantes para se Perguntar Todos os Dias
Faça o teste sobre Instrumentos Musicais

Foto: Instagram


Conheça também a polêmica história da diva da ópera: Maria Callas


O grande momento de Eímear Noone não durou nem 5 minutos, mas foi uma importante quebra de paradigma.

Vestindo um look dourado, Eímear Noone emocionou a plateia e foi muito aplaudida ao apresentar trechos dos indicados da categoria.

Foto: Reprodução

Demorou “apenas” 92 anos para que uma mulher regesse a orquestra do Oscar, no Dolby Theatre, em Los Angeles.

Aos 19 anos, Eimear Noone ouviu que jamais poderia conduzir uma orquestra. Entretanto, 20 anos depois, ela é uma estrela premiada que já quebrou muitas barreiras. Ela é uma regente famosa no MUNDO DOS GAMES – um dos mais lucrativos e criativos universos do entretenimento. Noone é a autora da trilha sonora de World of Warcraft, um jogo de fantasia com nada menos do que 12 milhões de jogadores ao redor do mundo. Ela também assina as trilhas de Diablo, Metal Gear Solid e Starcraft 2.

Foto: Kevork Djansezian

Ela e o marido, o compositor e produtor Craig Stuart Garfinkle, dividem seu tempo entre as casas em Dublin e na Califórnia e realizam de 40 a 50 concertos por ano em todo o mundo. Noone já regeu a Orquestra da Filadélfia, a Sinfônica de Dallas, a Filarmônica Real de Londres e Sinfônica de Sydney, dentre outras.

Regência orquestral é uma área dominada por homens, assim como engenharia de gravação e outras mais. É muito importante quando mulheres conseguem se destacar em meios assim. Histórico!

.

Vamos conversar?


Gostou da notícia?
Você conhece mulheres que são maestrinas? Mulheres regentes de corais ou de orquestras?
Se você é maestrina, o que você pensa das oportunidades aqui no Brasil? Você já encontrou alguma barreira? Algum preconceito?

Conheça também a polêmica história da diva da ópera: Maria Callas

Lembre-se de deixar seu like. Seu like me motiva a escrever mais.
Participe de nossas enquetes na barra lateral (computador) ou na parte inferior (smartphone) do blogue.
Siga o blogue e compartilhe com os seus amigos ;)

 

Paula Musique
Viver vai muito além de realizar meus próprios sonhos, pois posso dar as mãos ao próximo e ajudá-lo a realizar seus sonhos também & a vida fica muito melhor com Música.
Você também pode gostar de ler:
  1. Vitória Bruscato 27/02/2020

    Uau! Eu não fazia ideia disso, mas amei!
    É lindo ver mulheres fortes e poderosas conquistando o mundo. E eu amei o look dela, hahaha!

  2. Denise Amaro 28/02/2020

    Nossa que lindo saber um pouco mais sobre essa mulher, eu não a conhecia e tbm não assisti a cerimonia do oscar, mas só dela estar a frente de uma orquestra depois de tanto tempo isso nos mostra o quanto nossa luta está evoluindo.
    Ficarei ligada um pouco mais nas trilhas sonoras depois disso.
    Obs: Miga, quando abri o post achei que essa primeira foto fosse a Feiticeira Escarlate <3

  3. Luana Souza 01/03/2020

    Eu sempre acho as apresentações do Oscar lindas, e, mesmo não tendo assistido tudo esse ano, consegui ouvir um pouco da orquestra. Acho que nem tinha reparado que foi regida por uma mulher, mas achei a coisa mais linda conhecer um pouco mais da vida dessa mulher tão talentosa <3

  4. Gislaine Motti 01/03/2020

    Mesmo que eu não conheça tanto sobre a indústria, fiquei muito emocionada quando a vi no Oscar! Não conhecia sua história nem suas obras, consegui admirar ainda mais aquela paladina em armadura dourada por isso, hihi.

  5. Luly Lage 01/03/2020

    Essa foi a única parte do Oscar que eu realmente assisti, tava acompanhando só pelo Twitter mas liguei nessa hora pra assistir o Elton John ganhando (a pessoa põe tanta fé no ídolo que nem tem dúvidas!) e acabei pegando a MARAVILHOSIDADE que foi ela regendo a orquestra. DE ARREPIAR! Nossa, foi lindo demais, e eram trilhas lindas de qualquer forma, então juntou essa maravilhosidade toda e entrou pra história. Saber que ela era fã dos concorrentes então, fala sério, deixa a coisa ainda mais especial do que já era…

  6. Erika Monteiro 01/03/2020

    Oie, tudo bem? Assisti ao Oscar desse ano e achei as apresentações simplesmente incríveis. Interessante saber que a orquestra foi regida por uma mulher. Na verdade nunca tinha prestado atenção nesse detalhe. Gostei de saber que ela é de Dublin, um dos lugares que mais acho incrível e tenho vontade de conhecer. Surreal a quantidade de apresentações que eles fazem. Um abraço, Érika =^.^=

  7. Oi…
    Nossa que lindo saber um pouco mais sobre essa mulher, eu não a conhecia e tbm não assisti a cerimonia do oscar,² fiquei curiosa de assistir a cerimonia do oscar… E ficar por dentro da historia dessa mulher.

    xoxo

  8. Paula Marcondes 02/03/2020

    Simplesmente fantástico. Eu não sabia mas me enchi de orgulho por ver uma mana quebrando paradigmas.

Copyright - Paula Musique © Todos os direitos reservados.