Menu
da capo
Insanidade é fazer a mesma coisa várias vezes e esperar resultados diferentes
Einstein
Playlists com músicas especiais para você
12 de dezembro de 2020
uma leitura de 3 minutos

Memórias de uma Professora de Música

Memórias de uma professora que é apaixonada pelo ensino…

professora

– por Paula Musique –

Sul do Brasil, 5 de dezembro de 2019

Querido Diário,

Estava pensando com meus botões sobre o tanto de alunos que já passaram por minha vida, tanto de aula individual quanto de aula em grupo. Em geral, os laços ficam mais fortes com os alunos das aulas particulares, do one-on-one, já que alguns permanecem comigo por meses ou anos; entretanto, há estudantes dos cursos em grupo que foram inesquecíveis também.

Quero escrever aqui no diário deste ano algumas “memórias de professora” que talvez eu não tenha registrado nos diários dos anos anteriores sobre as aulas individuais.

Alunos & Suas Personalidades

Sabe aqueles alunos que marcam a carreira como professor?
Sou professora desde meus 13 aninhos e já naquela época tive uns alunos que estão cravados em meu coração e memória. Cada qual com sua personalidade, com seus traços, com seus objetivos, com seu tipo de comportamento durante a aula.

Há aqueles que fazem todas as tarefas e os que sempre têm uma desculpa por não terem feito; há aqueles que amam Música e se dedicam de verdade e os que fazem por terapia; há aqueles que são tímidos e queridos e os que são bem extrovertidos e têm 1001 histórias para contar para a professora.

Ideias de atividades para aula de Música online
A mágica da leitura à primeira vista
A modinha no Brasil: conheça a origem da música brasileira
Música, Peças e Histórias Infantis – para comprar
CDs e Vinis de Trilhas Sonoras – para comprar

George – a maturidade e as mudanças

Quando eu tinha 16 anos, dei aula de piano para o George* – que tinha 15 anos. Eu ficava torcendo para chegar o dia de aula dele, pois sabia que ele ia me fazer rir pra valer. Ele era do tipo que você ri tanto que as abdominais do dia já estão pagas. Nunca esqueço de um sonho que ele teve e me contou.

Ele não ia com a cara do meu namorado daquela época e me contou que sonhou que o via na igreja, ia até ele, dava um soco na cara dele e o deixava com apenas um dente, bem na frente. Aí, na aula ele me perguntou: se ele tivesse apenas o dente da frente, você continuaria namorando com ele? Eu sempre dava um tempo a mais na aula dele, pois sabia que alguns minutos seriam para ele fazer palhaçada. Hoje, ele é um homem “sério”, bem-casado e com 3 filhos – raramente o vejo, mas nem parece aquele palhacinho da época da adolescência.

Dona Laura – amada por todos

Tive uma aluna maravilhosa, a Dona Laura*, que começou a fazer aulas comigo quando ela tinha uns 50 anos. Ela achava que devido à idade não conseguiria tocar bem e não aprenderia a ler partitura. Eu afirmei que ela conseguiria, sim, e seria logo. Já na primeira aula ela saiu lendo um pouco e FOI MINHA ALUNA POR UNS 10 ANOS! Ela só parou quando eu me mudei para a Inglaterra.

Aprendeu a tocar bem, lia partituras bem, comprou um piano e fazíamos recitais caseiros em que preparávamos quitutes deliciosos e todos os filhos dela e netos compareciam com o maior orgulho. Sabe aquele tipo de mãezona e avó que todo mundo ama? Foi uma aluna inesquecível. Ah, e ela me dava presentes lindos em todas as datas: niver, natal, páscoa, dia dos profes.

Curta nossa Página no Facebook para mais conteúdos assim.

Siga-nos no Instagram.

professora de piano e seus alunos

Deixe seu “laiquinho” em homenagem aos bons professores que você já teve ;)

.

Diego e o mundo dos mordedores

Diego*, neto de Dona Laura, também foi meu aluno por um tempo e lembro que ele era muito fã de Paramore e Lady Gaga, então entre um Mozart e um Bach, tocávamos uns agitos pianísticos. Ele era muito inteligente e é o responsável por me fazer ler algo que eu achava que NUNCA leria na vida. No meu aniversário (ou Natal, não lembro!), ele me deu de presente um livro que, segundo ele, eu iria amar.

Quando abri o pacote e vi que era o Crepúsculo, de Stephenie Meyer, comecei a rir, porque achava que era pegadinha dele comigo, visto que ele sabia que vampiros não me atraíam nenhum pouco. Porém, ele disse: “professora, você tem que ler, dá uma chance, você vai gostar”. Haha. Para minha surpresa, ele estava certo. Eu até me senti muito envergonhada por ter gostado do livro (sorry!). Tenho várias ressalvas quanto às mensagens subliminares desta literatura… Mas, confesso que li em 4 dias e no último dia eu virei a noite e li até amanhecer. Não tinha como eu esquecer do Diego, né? Haha.

Divirta-se também com os exercícios automatizados de leitura para piano
Faça o teste de instrumentos musicais aqui
Descubra de que forma você aprende mais

Amanda e Diana – música e histórias de amor

Amanda* e Diana* é um dupla de irmãs lindas que estarão sempre em minhas lembranças. Conhecemo-nos neste ano, de um jeito muito engraçado, em um acampamento, fugindo do Carnaval. Elas me chamaram para sentar à mesa delas durante um jantar e de cara me conquistaram – duas advogadas bem palhacinhas. Quando souberam que eu era professora de Música, rapidamente decidiram que seriam minhas alunas e iriam até minha cidade para ter aulas comigo.

professora de canto e alunas

Elas viajavam quinzenalmente para ter longas aulas de canto comigo. E como ríamos! Elas contavam cada história… Nosso papo favorito era sobre o amor. E sempre tinham piadinhas na ponta da língua para os exercícios que eu passava – sabe como é, né? Aula da Canto tem uns exercícios meio “vergonhosos”. Haha.

Jônatas e os momentos do café em família

Sempre preferi dar aulas em minha própria casa e pouquíssimas vezes abri alguma exceção e fui até a casa do aluno. E, graças a uma destas exceções, dei aula para o Jônatas* na casa dele e isto fez toda a diferença no vínculo que criei com a família dele naquela época. Toda semana, assim que chegava em seu lar, eu subia para o segundo andar, onde ficava o piano para termos nossa aula e assim que a aula terminava, descíamos para um lanche ou café delicioso preparado pela mãe dele.

E era sempre algo diferente: pastel, sanduíche, cachorro-quente, sucos… Conversávamos muito sobre assuntos relevantes e ríamos com as histórias de Jônatas e de sua irmã. Nunca esquecerei sobre como ele tinha pânico de agulha e ouvi-los descrevendo os grandes escândalos que ele fazia em hospitais ou clínicas quando precisava levar uma agulhada não tem preço.

Ideias para músicos em tempos de crise
Os melhores filmes sobre música

Deixe seu “laiquinho” em homenagem aos bons professores que você já teve ;)

. . .

É… A vida de professora me trouxe pessoas incríveis para fazer parte de minha história.
Tive outros alunos preciosos também. Tenho fotos com praticamente todos eles, porém elas estão perdidas pelos HDs e DVDs de backup da vida.

Valorize seus professores, é uma profissão que exige muito e quase sempre não recebe o reconhecimento devido, então faça a sua parte.

E para você que é professor: orgulhe-se de ter uma ocupação tão nobre e que transforma a vida das pessoas.

Um beijo a todos que já foram meus alunos e aos que ainda hão de ser.

*O nome verdadeiro dos alunos foi alterado

. . .

Se você também é ou já foi professor, seja de Música, idiomas ou outras habilidades,
CONTA PRA GENTE se você também teve alunos marcantes e as coisas que mais ficaram em sua memória. Quais são suas memórias de professor?

O MELHOR LIVRO DE TEORIA MUSICAL

Este artigo continua após este “momento comercial” (risos) sobre o meu livro FAVORITO de Teoria Musical – de todos que já li (amo o tema) este é o melhor. Para quem quer entender tudo de teoria, ser expert em leitura de partitura, conhecendo o nome de todos os símbolos musicais e para que servem, este é o clássico da Teoria da Música, escrito pelo tcheco Bohumil Med – o mais completo compêndio escrito em português. Por isto é o IDEAL PARA VESTIBULANDOS do curso de Música. Li por inteiro pela primeira vez quando era ainda adolescente (enchi o meu de marcações e grifos) e é o livro-base que utilizo para lecionar leitura musical. É muito detalhado e didático. Excelente para iniciantes que querem começar na música com o pé direito e também para músicos profissionais e professores que querem se aperfeiçoar, compreendendo as particularidades da mais bela de todas as artes: a Música!

Resumindo:
É o livro NÚMERO 1 DA TEORIA DA MÚSICA.
Se você pode comprar apenas um livro de teoria, deve ser este.
Conteúdo: Tudo sobre teoria da música, em detalhes, de forma muito didática e com exercícios simples para fixar o assunto.
Para quem é: iniciantes na Música, músicos profissionais, professores e VESTIBULANDOS!
Detalhes sobre o livro: a 5a edição é de 2017, tem 621g e “apenas” 399 páginas de pura magia musical.
Recomendações: Ler com muita atenção, ao som de boa música (recomendo jazz ou erudito) e tomando sua bebidinha favorita.
Exercícios: Para acompanhar o livro de teoria, você pode adquirir o volume que vem cheinho de exercícios COM GABARITO para você fixar o conteúdo que estudou ou para usar como atividades para seus alunos de música.

Teoria da Música. Vademecum da Teoria Musical

Teoria da Música. Livro de Exercícios

Lembre-se de deixar seu like. Seu like me motiva a escrever mais.
Participe de nossas enquetes na barra lateral (computador) ou na parte inferior (smartphone) do blogue.
Siga o blogue e compartilhe com os seus amigos ;)

 

Paula Musique
Viver vai muito além de realizar meus próprios sonhos, pois posso dar as mãos ao próximo e ajudá-lo a realizar seus sonhos também & a vida fica muito melhor com Música.
Buscando total... comentários
Você também pode gostar de ler:
  1. Maria 14/12/2020

    Maravilhosa profissional. Talentosa, trabalha com Alegria e Dedicação.
    ❤️❤️❤️❤️

  2. Lenir 18/12/2020

    Minha querida professora,

    Foram 10 anos de aulas maravilhosas, tempos inesquecíveis. Tenho muito para te agradecer pelo carinho e paciência, realmente com 53 anos na época no qual inciei não imaginava que conseguiria.

    Passados 18 anos lembro como se fosse hoje das nossas aulas, e meu neto aprendeu maravilhosamente bem, um grande pianista.

    O gosto por piano é tanto, que minha netinha de 2 anos ja senta para querer tocar, acho que seguirá os passos da vovó.

    Um enorme abraço querida.

    • Paula Musique respondeu Lenir 21/12/2020

      Ooooh, que mensagem mais linda! :D
      Difícil acreditar que faz 18 anos desde nossa primeira aula de piano.
      Eu era uma baby.
      Muito bom quando o gosto pela mais bela das artes passa de vovó para netos.
      Bjos1000

Copyright - Paula Musique © Todos os direitos reservados.