Menu
da capo
Toda hora é hora de fazer o que é certo
Martin Luther King
Playlists com músicas especiais para você

Leia a história de quando vi pela primeira vez os pianos mais lindos do mundo! Foi amor à primeira vista!

Foto: Piano FAZIOLI Modelo Marco Polo

Conheci a FAZIOLI quando morava nos Estados Unidos. Nunca havia ouvido falar deste fabricante na universidade e nem na época de conservatório. Até hoje não entendo o porquê. Talvez a FAZIOLI não investisse no mercado brasileiro e, por isso, professores e pianistas quase que desconheciam este piano “veneziano”.

Numa loja de pianos em Houston, logo quis testar os mais “famosos” que vi pela frente: Steinway & Sons, Bosendorfer e Baldwin. Após me deleitar com a sonoridade dos magníficos exemplares negros; vi alguns pianos em design único, mais adornados, em cores e madeiras que nunca havia visto antes. Eram da FAZIOLI: o fabricante que conquistaria meus olhos e ouvidos!

O vendedor falou que eram pianos italianos, com processo de construção totalmente artesanal e que alguns modelos levavam 2 anos para serem feitos. O som era tão aconchegante e a beleza digna de conquistar os olhares mais exigentes quanto ao design. Porém, eram os pianos mais caros da loja: mais de U$ 100,000.

Saí da loja apaixonada pelos pianos mais lindos do mundo (para mim)! Chegando em casa, entrei no site*, e vi as imagens do Marco Polo – que é o piano que mais me marcou! Salvei a foto e namorava sua cor, curvas e, PRINCIPALMENTE, A ARTE DO TAMPO. Fascinante! Este modelo é fabricado ainda nos dias de hoje, sob encomenda.

Obs.: Outra marca que só vim a conhecer naquela loja e que eu adorei é a Mason & Hemlin. Preços mais atraentes, sonoridade “deliciosa” e teclas com um toque tão agradável que fariam até mesmo Pierrot Lunaire soar mais bonita. Haha.

Hits com destaque para o piano – Parte II
Aprenda a Ler Notas Musicais com Imagens Autoexplicativas e Exercícios Automatizados
Os Melhores Filmes sobre Música – Top 10

 

CURIOSIDADES SOBRE OS PIANOS MAIS LINDOS DO MUNDO

Vamos conhecer um pouco mais a FAZIOLI?

1. A FAZIOLI Pianos produz pianos de cauda e de concerto desde 1981

… quando a empresa foi fundada pelo engenheiro e pianista Paolo Fazioli. Paixão pela música, artesanato nobre, pesquisa tecnológica contínua e rigorosa seleção de materiais: estes são os elementos necessários para construir um piano FAZIOLI.


Hits com destaque para o Piano – Parte I
Partituras de Músicas de Natal: Baixe Agora

2. São produzidos apenas 140 pianos por ano

3. Abordagem artesanal

A FAZIOLI recusa qualquer abordagem industrial à fabricação dos pianos mais lindos do mundo e persegue o objetivo de qualidade inigualável.

4. Nos arredores de Veneza, na Itália

A fábrica está localizada em Sacile, na província de Pordenone (60 km a nordeste de Veneza), com cerca de 18.156 habitantes, em uma área com uma tradição antiga e prestigiosa na arte da marcenaria.

Memórias de uma Professora de Música
Tom da Música: Exercícios Automatizados de Armadura de Clave

5. Palcos com o piano mais lindo do mundo

A famosa Juilliard School de Nova York comprou recentemente um piano de concerto FAZIOLI, quebrando assim um monopólio que, até então, vinculava a instituição à Steinway & Sons.

Os pianos FAZIOLI também estão presentes nos prestigiados palcos do Teatro La Fenice de Veneza e do Palácio das Artes de Budapeste, do Grande Teatro de Pequim e da Escola Colburn, bem como nas salas do Conservatório de Paris e das Universidades de Viena, Graz e Salzburgo. Há centenas de instituições que possuem pianos FAZIOLI em todo o mundo.

6. Modelos especiais

Este é o piano que mais me chamou atenção! ÚNICO! Modelo Marco Polo.

Este modelo foi especificamente encomendado e apresenta um verniz vermelho incomum de alto brilho com arte pintada à mão com uma cena do Canaletto – que celebra a antiga conexão entre Veneza e a China: o país do cliente que encomendou.

Uma folha de ouro de 24 quilates cobre completamente este modelo de piano F228, dando-lhe um toque de prestígio real. Modelo Gold Leaf.

As curvas do Modelo Walnut Strauss, a estante de partituras adornada, as pernas torneadas e a pedaleira no formato de lira são elegantíssimas! Quero também!

*Modificações da parte externa do instrumento, incluindo pernas, pedais e estante de partitura, podem recorrer a diferentes estilos: clássico, tradicional, moderno e vanguardista. Qualquer modificação da caixa não compromete de forma alguma a qualidade e as características acústicas do instrumento.

7. O coração de cada FAZIOLI

O soundboard é o coração de qualquer piano e FAZIOLI faz os seus de abeto vermelho cultivado, tirado das árvores da floresta ‘Val di Fiemme’ nos Alpes italianos – a mesma floresta que forneceu madeira para Antonio Stradivarius produzir violinos 300 anos atrás. Paolo Fazioli afirma que a madeira é mais flexível e ressonante do que o abeto sitka usado em outros pianos.

8. O piano do futuro

Historicamente focada em aspectos tecnológicos, produtivos e criativos – como afirma “The Economist”, empresa que há 40 anos nem existia, é considerada hoje um grande exemplo por seu forte compromisso com a pesquisa, inovação e promoção de seus produto: um piano sempre olhando para o futuro.

Modelo M. Liminal

::

PROPOSTA NO BRASIL

Quando voltei para o Brasil, fiz uma proposta para aquisição de pianos na instituição onde trabalhava. A instituição possui alguns palcos importantes em teatros e poderia adquirir novos pianos também para museus, cinema e galerias de arte para com os quais é responsável.

Modelo Origami Fairmont

Contatei os representantes de pianos no Brasil e também entrei em contato direto com algumas fábricas ao redor do mundo que me interessavam. Será que a FAZIOLI era uma delas? Claro, né? ;) Mas surpreendentemente, o piano “mais barato” deles, dentre os que tínhamos interesse, naquela época, já calculados os impostos e transporte, não sairia menos de € 300,000 (trezentos mil euros), “apenas”. Haha. Acabou-se o sonho! O charmosíssimo Marco Polo custaria € 350,000, se não me engano.

Representantes vieram à minha cidade para negociarmos, tratamos de pianos Yamaha, Steinway, Mason & Hemlin e Samick. Para minha tristeza e da classe artística de pianistas da cidade, a instituição mudou de ideia e decidiu adiar o projeto. :S

Quem é o Pianista que mais Ganhou Grammys? – ele está entre os artistas mais premiados da história
17 CONSELHOS SOBRE A SAÚDE DO PIANISTA: do estudo à performance

::

Você já conhecia os pianos FAZIOLI? De qual modelo você mais gostou?
Há alguma outra marca de piano pela qual você tem muita admiração?

*Fonte do conteúdo sobre a FAZIOLI: fazioli.com

ÓTIMOS LIVROS SOBRE A HISTÓRIA DA MÚSICA ERUDITA

Se você gosta de história, se você gosta de ler biografias e de perceber como o mundo foi se transformando com o passar dos anos, então você vai curtir muito conhecer a História da Música e saber mais sobre os compositores e músicos que revolucionaram a mais bela das artes na época em que viveram. Bach, Mozart, Beethoven, Liszt, Schumann, Debussy, Schoenberg. Óperas, concertos, sinfonias, prelúdios, sonatas. Surdez, loucura, inveja, tragédias, doenças, reis, corações partidos, mistérios. DELÍCIA! Ouvir uma peça de Chopin após ter lido sobre sua vida e o período em que viveu tem um gosto diferente. Recomendo que você escolha pelo menos um bom livro de História da Música para ler por inteiro e ter em sua biblioteca.

Se você é professor de música, falar sobre este assunto já faz parte do seu planejamento de aula e poder aprender novos detalhes para compartilhar certamente dá aquele plus para suas aulas e os alunos adoram ouvir as curiosidades sobre a vida dos compositores – que era cheia de drama e inspiração para as músicas que escreviam.

Abaixo recomendo 4 OPÇÕES para você. Dependendo do nível que você está na música, há livros mais adequados para você. Os livros mais críticos são interessantes para quem já conhece o básico sobre as características dos períodos históricos e dos compositores e quer ser instigado a refletir sobre aspectos mais profundos da música erudita, além de conhecer curiosidades sobre os compositores que não se aprende em aulas básicas de HMus. Se você é iniciante, é mais apropriado ler primeiro um livro informativo sobre o básico de cada compositor e período histórico, além de escutar o repertório dos referidos artistas. História da Música é bom demais e, vai por mim, depois que você ler sobre o assunto, ouvir Vivaldi, Haydn ou Tchaikovsky terá outro sabor.

Sugiro alguns livros de História da Música para você
(clique nas imagens para conhecer mais sobre cada um e adquirir):

Uma Breve História da Música
História da Música Ocidental
O Triunfo da Música: a ascensão dos compositores, dos músicos e de sua arte
O Livro de Ouro da História da Música

         

Se você gostou, deixe seu like para nos motivar a escrever mais.
Siga o blogue e compartilhe com os seus amigos ;)

Paula Musique
Viver vai muito além de realizar meus próprios sonhos, pois posso dar as mãos ao próximo e ajudá-lo a realizar seus sonhos também & a vida fica muito melhor com Música.
Buscando total... comentários
Você também pode gostar de ler:
Copyright - Paula Musique © Todos os direitos reservados.